quinta-feira, 6 de junho de 2013

Haverá espaço para o amor, nos dias de hoje?

Ontem, enquanto visitava a minha página pessoal de uma rede social, reparei que alguém tinha partilhado uma imagem onde dizia: 'Haverá espaço para o amor, nos dias de hoje?". Pois bem, aquela pergunta ficou-me na cabeça e, após algum tempo de reflexão, perguntei a mim mesmo como é que tal pergunta poderia ainda existir. 
A minha resposta a essa pergunta, que me intrigou durante uns tempos antes de adormecer, é: Sim, claro que há espaço para o amor, nos dias de hoje. 
Contam-me os meus pais, os meus avós e tios que antigamente não havia amor pais-filhos, ou se havia, tal não era demonstrado. Hoje em dia, esta relação está totalmente diferente (ainda bem!). Não há um pai que não abrace um filho, uma mãe que não beije o seu filho antes de adormecer, nenhum avô ou avó que não brinquem com os seus netos e lhes façam as vontades. Tenho o enorme orgulho na família que tenho. Se há algo que me lembro nitidamente desde pequena, é o amor que os meus familiares me transmitiram. Tive uma infância feliz, tive sempre com quem brincar, tive sempre quem me chamasse a atenção quando me portava menos bem e também tive sempre quem me amasse e me fizesse tornar na pessoa que sou hoje.
Por mais responsabilidades que um emprego exija, não há razão para não haver amor entre uma família. Um momento de brincadeira depois do jantar, o convívio à mesa ou até um beijinho quando os pais chegam do trabalho, é mais que suficiente para tornar uma criança feliz e fazê-la sentir-se amada. Este é o verdadeiro sentido de família, união e, principalmente Amor! 
Por tudo isto andar de pernas para o ar é que estamos a educar uma sociedade cada vez mais distinta daquela que faz parte da minha 'era'. Uma sociedade que acha normal a violência no namoro. Por favor, em que mundo vivem? No mundo Justin Bieber e das Winks? Meus meninos e minhas meninas, há uma coisa que tenho que vos dizer, deixem as PSP's, os iPad's, a televisão e vivam mais a vossa infância\ adolescência. Aproveitem enquanto têm convosco aqueles que vos amam e tirem o máximo proveito disso. Passem momentos em família, deixem as conversas com os amigos do facebook que viram há uma hora na escola e  os jogos violentos que os vossos pais vos compram só para o menino não fazer uma fita na fnac.Oiçam histórias dos mais velhinhos, ponham os pés na terra, sintam o calor a bater-vos nas costas enquanto jogam á macaca, vivam aquilo que eu vivi e verão que vale mesmo a pena.
Amem quem vos quer bem e deixem ser amados, porque só há espaço para o amor, nos dias de hoje, se vocês também o quiserem.







Maçã e Canela

4 comentários:

  1. Muito bem, excelente texto. Eu não diria melhor!

    ResponderEliminar
  2. Sublime este texto. Fantástica forma de ser e pensar. Obrigado meu Deus por me dares filhas assim. Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, família, por me terem educado assim!

      Eliminar